Accueil
Envoyer à un ami
Imprimer
Grand
Petit
Partager
AFRIQUE

Internet das Coisas será responsável por um impulso de 1,9 biliões de dólares a operações de cadeias de abastecimento e logística


Alwihda Info | Par APO - 27 Avril 2015 modifié le 1 Janvier 1970


Internet das Coisas será responsável por um impulso de 1,9 biliões de dólares a operações de cadeias de abastecimento e logística JOHANNESBURG, South-Africa, April 27, 2015/African Press Organization (APO)/ — Ÿ         O Relatório de Tendências da DHL e da Cisco sobre a Internet das Coisas revela um grande potencial para uma maior eficácia e transparência […]


Internet das Coisas será responsável por um impulso de 1,9 biliões de dólares a operações de cadeias de abastecimento e logística

JOHANNESBURG, South-Africa, April 27, 2015/African Press Organization (APO)/

Ÿ         O Relatório de Tendências da DHL e da Cisco sobre a Internet das Coisas revela um grande potencial para uma maior eficácia e transparência nas cadeias de abastecimento

Ÿ         Aproximadamente 8 biliões de dólares deverão ser gerados através de novas ligações na próxima década

A DHL (http://www.dpdhl.com), fornecedora líder mundial de logística, e a Cisco, líder mundial em TI, divulgaram conjuntamente um Relatório de Tendências concentrado na Internet das Coisas (IdC) na Conferência da DHL Global Technology realizada no Dubai. A DHL e a Cisco Consulting Services estão também a colaborar num projeto de inovação conjunto de IdC que irá melhorar a tomada de decisões nas operações de armazenamento, com análise de dados quase em tempo real através de dispositivos ligados por Wi-Fi.

Logo: http://www.photos.apo-opa.com/plog-content/images/apo/logos/dhl_logo2.jpg

Photo Ken Allen: http://www.photos.apo-opa.com/index.php?level=picture&id=410

O Relatório de Tendências “Internet of Things in Logistics” (A Internet das Coisas em Logística) está disponível online em www.dhl.com/internetofthings

Ken Allen, Diretor-Executivo da DHL Express e Promotor do Setor das Tecnologias no Conselho Executivo, disse: “No Deutsche Post DHL Group acreditamos profundamente nas forças positivas do comércio global. Porém, como revelou o nosso Índice de Conetividade Global(1) para 2014, o nível geral de conetividade global mantém-se surpreendentemente limitado. Existe um grande potencial para que os países possam aumentar a sua conetividade e prosperar através do comércio, integração e tecnologia. Acreditamos que a Internet das Coisas será um instrumento essencial nesta transformação global.”

O Relatório de Tendências, que estima que haverá 50 mil milhões de dispositivos ligados à Internet até 2020, comparativamente aos 15 mil milhões atuais, considera o potencial impacto que esta revolução tecnológica terá nos negócios. O valor em causa, uma combinação do aumento das receitas e da redução dos custos que será criada ou migrará entre empresas e indústrias com a criação de novas ligações, revela o seu grande potencial quando a Internet e as redes expandem as suas ligações ao armazenamento, transporte de mercadorias e outros elementos da cadeia de abastecimento. Para qualquer organização com uma cadeia de abastecimento ou operações de logística, a IdC será revolucionária, desde a criação de mais opções de entrega ‘ao último quilómetro’ para clientes, até uma maior eficiência nas operações de armazenamento e no transporte de mercadorias.

De acordo com a análise económica da Cisco, a IdC irá gerar 8 biliões de dólares a nível mundial em valor em causa durante a próxima década. Este valor será atingido através de cinco principais fatores: inovação e receitas (2,1 biliões de dólares); utilização de recursos (2,1 biliões de dólares); cadeia de abastecimento e logística (1,9 biliões de dólares); melhoria da produtividade dos funcionários (1,2 biliões de dólares); e melhoria da experiência dos clientes e cidadãos (700 mil milhões de dólares).

“A revolução digital está por toda a parte e está a ter efeitos substanciais nos negócios. A digitalização e expansão da Internet das Coisas é um catalisador para o crescimento, que está a impulsionar novos modelos económicos e a permitir que as organizações se mantenham competitivas e acompanhem o ritmo de mudança que se verifica a nível mundial. Este relatório demonstra claramente que a digitalização e a IdC proporcionarão eficácia e oportunidades de crescimento a longo prazo numa grande variedade de indústrias,” comentou Chris Dedicoat, presidente da Cisco para a Europa, Médio Oriente, África e Rússia.

De acordo com o relatório, durante a próxima década, a indústria da logística deverá possibilitar maiores níveis de eficácia operacional, com a IdC a ligar diariamente e em tempo real a expedição, localização e recolha de milhões de encomendas. Nos sistemas de armazenamento, paletes e artigos ligados em rede possibilitarão uma gestão de inventário mais inteligente. No transporte de mercadorias, a localização e o acompanhamento de bens tornam-se mais rápidos, precisos, preditivos e seguros, por outro lado, os sistemas de análise de uma frota ligada em rede podem ajudar a prever falhas de equipamento e a programar automaticamente controlos de manutenção. Finalmente, a ligação de funcionários do departamento de entregas a veículos e pessoas nas proximidades pode ser uma forma de gerar receitas e otimizar a viagem de regresso, de modo a melhorar a eficiência e o serviço na entrega final. Para os clientes, isto significa que a DHL poderá fornecer um serviço ainda mais rápido, fiável e eficaz em termos de custos.

“A Internet das Coisas é a ligação de quase tudo (desde encomendas a pessoas) através de tecnologia de sensores à Internet. Tanto a Cisco como a DHL acreditam que ajudará a revolucionar os procedimentos comerciais em toda a cadeia de valor, incluindo as cadeias de abastecimento e logística. Para maximizar as vantagens económicas a nível global, precisaremos de entender como todos os componentes da cadeia de valor irão convergir, o que exigirá uma colaboração, participação e vontade de investir de todos os intervenientes de forma a se criar um ecossistema de IdC próspero capaz de suportar procedimentos comerciais sustentáveis.  O novo Relatório de Tendências representa mais um passo na determinação da DHL em oferecer os benefícios da IdC aos nossos clientes”, disse Markus Kückelhaus, Vice-Presidente da Equipa de Investigação de Tendências do Departamento de Soluções e Inovações para os Clientes da DHL.

A Cisco Consulting Services e a DHL estão também a colaborar num projeto conjunto de inovação de IdC que irá melhorar a tomada de decisões nas operações de armazenamento, com análise de dados quase em tempo real de dados de localização por Wi-Fi de dispositivos selecionados. A solução baseia-se no sistema Connected Mobile Experiences (CMX) da Cisco, que usa redes sem fios de alta densidade para recolher dados de localização agregados de dispositivos ligados por Wi-Fi.

(1) Uma análise detalhada do estado de globalização em todo o mundo, em que se apresenta a conetividade global, avaliada pelos fluxos transfronteiriços de comércio, capital, informação e população.

Distribuído pela APO (African Press Organization) em nome da Deutsche Post DHL.

O Relatório de Tendências “Internet of Things in Logistics” (A Internet das Coisas em Logística) está disponível online em www.dhl.com/internetofthings

Pode encontrar também o comunicado de imprensa disponível para download, bem como informações adicionais em http://www.dpdhl.com/pressreleases

Contacto para os meios de comunicação social:

Deutsche Post DHL Group

Comunicação social

Sabine Hartmann

Telefone: +49 228 182-9944

E-mail: pressestelle@dpdhl.com

Na Internet: www.dpdhl.de/press

Siga-nos em: www.twitter.com/DeutschePostDHL

Cisco

Comunicação social

Bessie Wang

Telefone: +1 408 646 0667

E-mail: beswang@cisco.com

Cisco Internet of Everything: www.cisco.com/go/ioe

Cisco Connected Transportation: www.cisco.com/go/transportation

Twitter: @Cisco

DHL – A empresa de logística para o mundo

A DHL (http://www.dpdhl.com) é a marca líder mundial na indústria logística. A família de divisões da DHL oferece um portefólio de serviços de logística sem rival, desde a entrega nacional e internacional de encomendas, expresso internacional, transporte rodoviário, aéreo e marítimo até gestão de cadeias de abastecimento industrial. Com cerca de 325 000 colaboradores em mais de 220 países e territórios por todo o mundo, a DHL liga pessoas e negócios de forma segura e fiável, permitindo fluxos comerciais globais. Com soluções especializadas para mercados e indústrias em expansão, incluindo comércio eletrónico, tecnologia, ciências da vida e saúde, energia, ramo automóvel e comércio a retalho, um compromisso assumido com a responsabilidade social corporativa e uma presença sem rival nos mercados em desenvolvimento, a DHL está decididamente posicionada como “A empresa de logística para o mundo”.

A DHL faz parte do Deutsche Post DHL Group. O grupo gerou receitas superiores a 56 mil milhões de euros em 2014.

Acerca da Cisco

A Cisco (NASDAQ: CSCO) é a líder mundial em TI, ajudando empresas a aproveitarem as oportunidades do futuro, provando que coisas fantásticas podem acontecer quando se liga aquilo que nunca foi ligado. Para notícias atualizadas, visite http://thenetwork.cisco.com.

Cisco e o logótipo Cisco são marcas comerciais ou marcas comerciais registadas da Cisco e/ou das suas filiais nos EUA e noutros países. Uma lista das marcas comerciais da Cisco pode ser encontrada em www.cisco.com/go/trademarks. As marcas comerciais de terceiros mencionadas são propriedade dos respetivos proprietários. O uso da palavra “parceiro” não implica uma relação de parceria entre a Cisco e qualquer outra empresa.

SOURCE

Deutsche Post DHL


Filed under: ECO Economic News, MLM Multimedia/Online/Internet, TLS Telecommunications

Source : http://feedproxy.google.com/~r/Appa-sourceTheAfric...



Dans la même rubrique :
< >

EDITORIAL | COMMUNIQUE | Informations | AFRIQUE | SCOOP | Spécial Mali | Santé | INTERVIEW | SPORTS | REACTION | MEDIAS | REPORTAGE | RELIGIONS | SERVICES | INSOLITE | ANALYSE | ARCHIVES | SCIENCE | LIVRE | Evènements